Alain Andre Yves Emile Contal – O Palhaço Pilim, nasceu em Paris, França, em 10 de setembro de 1942. Seu pai André foi deportado na Polônia após trabalho obrigatório em Campo de Concentração, falecendo em 1957 em conseqüência da segunda guerra mundial. Órfão de mãe, que faleceu em decorrência de uma doença em 1953, ingressou num internato religioso da Escola Departamental e Colégio Técnico de Vitry (Paris) onde fez o primário e colégio.

Participou como soldado na Guerra da Argélia( África do Norte) nos anos de 1960 a 1962 sofrendo seqüelas com marcas até hoje (projétil alojado na perna).
O circo


Em 1958 entrou na Escola de arte circense Circo Bouglione. Atuou na França e Europa em várias companhias : Circo D’hiver Bouglione, Medrano, Jean Richard, Fanny, Hoffmann (Alemanha) e Família Orfei (Itália) .
Sua primeira viajem internacional de navio foi para Montreal-Canadá, e ao longo de sua jornada artística e participou de festivais de circo sem vários países do mundo.
Brasil


No ano de 1973 veio ao Brasil com o Circo Orfei onde se apresentaram no Playcenter na capital paulista. Viajou por varias cidades do Brasil e países da América Latina.
Casou-se com Claudete em 1974 e tiveram, em 1976, uma filha Aline.
Circos em que trabalhou no Brasil: Garcia , Circo Norte-Americano E Le cirque.
Em 1983 trabalhou com animais marinhos como: focas, leão-marinho e pingüins sendo um dos primeiros palhaços a trabalhar com animais não domésticos, no Circo Garcia ( Arca de Noé).

São José dos Campos
Chegou em São José dos Campos em 1988, ingressou no grupo “ Rizzo e seus Palhacinhos”. Criou a escolinha do Rizzo (Rizzo, Chico Rizzo e Pilim). Foi um dos criadores da famosa “Trupe do Rizzo”, após o falecimento do Carlos Alberto Rizzo (o Palhaço Rizzo), com José Carlos de Souza (Palhaço Berinjela) e Francisco Rizzo (palhaço Pepino) formando vários jovens.
Em 1992 começou com trabalho de cenografia para teatro e academias de dança da cidade , Vale do Paraíba, algumas cidade do estado e Minas Gerais.
Ingressou em 1996 no Lions Clube de São José dos Campos – Vista Verde e por seis gestões tornou-se o “ Primeiro Palhaço” presidente de um Clube do Lions.


De 2000 a 2008 montou e dirigiu um curso de teatro para a terceira idade em São José dos Campos e Caçapava. Em 2002 foi diretor de teatro do Projeto Vale Criar. Participou de vários comerciais de televisão e cinema.

Pilim, ator  e  diretor de teatro dirigiu e foi cenógrafo de uma versão do “Fantasma da Ópera”, escrita por Bruna Joyce Marcusso em 2007 e, que teve produção de José Aparecido Marcusso. Bruna encabeçou o elenco interpretando Erik, o Fantasma e fez ainda a adaptação musical do espetáculo.
Em 2013 participou da Semana do Circo pelo Museu do Folclore da Fundação Cultural Cassiano Ricardo com palestras e apresentações para crianças de varias escolas da cidade.
Neste mesmo ano criou mais um grupo de palhaço “ Os Trapalhaços”, resgatando números tradicionais de circo utilizando mimicas, malabarismo, mágicas e acrobacias entre várias outras habilidades que seus integrantes possuem.
Tornou-se em 2014 Conselheiro Artístico em vários espetáculos para o Instituto Marcos de Danças (IMD) a convite do diretor-coreógrafo Marcos Sanches .


Ainda atuando, aos 74 anos como artista (palhaço), ator e diretor e recebendo muitos convites de trabalho com cenografia, teatro (CulturaMix), e shows cômicos e circenses com seus grupos.
Alain Andre Yves Emile Contal – Palhaço Pilim recebeu em 2013 a certificação de ¨Cara da Cidade¨ por sua identificação com as artes e cultura de São José dos Campos

Comentários Facebook

comments