Logo no início de suas atividades como autor teatral, Ferreira Leite teve dois sketches (“O Amante” e “O Deus, o Diabo e a Noite”), vetados pela censura em 1978/9, no regime militar, quando o presidente era João Baptista de Oliveira Figueiredo.
É autor do livro independente “Deuses da América”, lançamento de 1985. Crítica publicada sobre a obra, no Jornal do Vale, teve seu estilo comparado a Manuel Bandeira, Pablo Neruda e Carlos Drumond de Andrade, em nota assinada pelo professor, advogado, escritor, amigo e confidente de Cassiano Ricardo, Hélio Pinto Ferreira.
Enveredando para a música, ainda em 1985, em parceria com Paulo Augusto Mazza, compôs “Os Meandros do Rio Paraíba”, para a Escola de Samba Acadêmicos do Alto, eleito o melhor samba-enredo do carnaval joseense naquele ano, honraria que dividiu com a Unidos da Vila; Como compositor e intérprete, participou de diversos festivais de MPB, e integrou grupos musicais entre 1979 e 1983.


A partir de 1995, por onze anos, foi articulista do jornal Valeparaibano, sendo o único profissional a ter seus textos republicados por esse importante veículo de comunicação regional.
Produtor cultural, Ferreira Leite idealizou e realizou o Musa do Esporte, concurso envolvendo modelos e clubes do Vale do Paraíba, em 1989.


Atuou na Rádio Vale 1290 AM, nos anos 90; integrou a equipe esportiva da emissora; produziu e apresentou os programas “Fronteiras do Sul” e “Itália, Sempre Itália”;
Em 2002, compôs o enredo “Charuto versus Baton” e o samba-enredo “Pintando o Sete”, esse segundo muito executado pela mídia local no carnaval daquele ano;
Cronista esportivo, Ferreira Leite integrou por quase duas décadas a equipe da Super Rádio Piratininga 750 AM, onde produziu e ancorou o plantão esportivo e foi repórter. Também na Piratininga integrou o departamento de jornalismo em coberturas de eleições e carnaval. Coordenou a equipe da emissora na cobertura do Carnaval 2006;
Ainda na Piratininga AM, produziu e apresentou os programas “Arquivo Especial” e “O Povo no Rádio”, esse último com o repórter Jair dos Santos.
Produziu e apresentou o “Canta São José – Festival de Música Popular Brasileira”, assim como o “Prêmio Destaque”, prestigiando nomes famosos da música regional, ambos no Teatro Municipal de São José dos Campos


Integrou a equipe da “Operação Carnaval”, na Planeta Diário 90.3 FM desde 2007, sob a direção do saudoso jornalista Antônio Leite; Em 2009, ainda com Antônio Leite, ancorou a transmissão do carnaval de Taubaté e outras cidades do Vale, pela TV BAND regional. No esporte, presidiu a Liga Joseense de Futebol de Salão de 2007 a 2010.


Assina há três anos a coluna “Persona” no Diário da Região, destacando gente e a cultura regional. Retomou, de agosto de 2011 a abril de 2014, a apresentação pela Rádio Cidade AM 1120, de seus sucessos “Arquivo Especial” e “O Povo no Rádio”, trazendo pela primeira vez para o rádio regional, participações ao vivo de personalidades marcantes da história da MPB, TV e jornalismo nacional.

Comentários Facebook

comments