Nos idos de 1979,uma tarde de janeiro acompanhei um amigo querido chamado Roberto Domingues de Santana fomos nos encontrar com o recém eleito prefeito de são José dos Campos,o Sr.dr. Joaquim Bevilaqua .Encontramo-lo no gabinete da sede da prefeitura que situava-se a Av. Dr João Guilhermino onde hoje funciona o Famme. O prefeito estava acompanhado de alguns diretores e assessores, dentre o quais Professor Helio Augusto de Souza que ocupava á época a chefia de gabinete,o professor Geraldo Vilhena de Almeida Paiva,Diretor do então Departamento de Promoção Humana entre outros.Tivemos uma conversa descontraída ,onde discutimos sobre uma proposta de trabalho inédita que era um desafio para todos nós .

Deveríamos fomentar a organização das SABS- Sociedades Amigos de Bairros. Como apesar de amigo de todos ali como havia acabado de chegar afirmei que estávamos abraçando uma meta de trabalho e que eu trabalharia três meses sem remuneração alguma ,e então no fim desta jornada colocava o trabalho para avaliação e se aprovado eudeveria ser então contratado. O Prof. Helio Augusto era um dos únicos com quem eu ainda não conhecia direito, lembro-me de ele ter comentado que não acreditava em voluntários,educadamente disse a ele que um eu um dia lhe cobraria por aquelas palavras.


Nosso setor era Coordenadoria das Sociedades Amigos de Bairros ligada ao Departamento
de Promoção Humana, que até o mês de maio havíamos trabalhado cerca de quinze Sociedades
distribuídas por todas as regiões de São José dos Campos,conforme o combinado fui contratado
e continuamos trabalhando,imediatamente me matriculei na Escola Técnica Sinésio Martins era
mês de junho de 1979 .
Conclui o terceiro ano do colegial, e ano de 1981 ingressei na Fundação Vale-paraibana de Ensino matriculado no curso de Serviço Social. Neste ano encontrei com Helio Augusto “Professor”da faculdade no saguão em companhia do então Deputado Robson Marinho, meu amigo de longa data , foi aí que eu indaguei o Helio se o mesmo havia mudado de opinião sobre
o voluntariado,ele me abraçou e disse que havia aprendido muito com esse episódio. Em
seguida conclui o curso de Serviço Social quando trabalhei por um tempo Junto a comunidade do
Nova Esperança conhecido como Favela do Banhado (banhado Centro da Cidade),logo após fui
convidado pelo Helio Augusto já então como chefe de gabinete para assumir supervisão de
todas as favelas de nossa cidade.


Após tendo realizado um levantamento socioeconômico (universo total) fui convidado
também pelo Helio Augusto a estudar o que seria a Defesa Civil em nosso município.por algum
tempo Trabalhamos a Comissão Municipal de Defesa Civil e depois de confeccionarmos um
Decreto Transformando a em Sistema Municipal de Defesa Civil,que determina a função de cada órgão empenhado e que pertence extrinsecamente ao sistema uma vez que todo servidor publico sendo municipal ,estadual e federal é membro nato da Defesa Civil.passivo de ser chamado a qualquer tempo e hora. Este documento foi utilizado pela Casa Militar do Estado de
São Paulo na reestruturação das Defesas civis de todo o nosso estado.

Comentários Facebook

comments