Nasceu em berço simples, na estância de Campos do Jordão, filho de pai mineiro e mãe jordanense. O pai natural de Guaxupé (MG) era o conhecido “Chico Mineiro”, vendedor depois de ter sido funcionário do CAN – Correio Aéreo Nacional, nas horas vagas foi o “primeiro cicerone da cidade” acolhendo turistas juntamente com Malú Donato. Por volta de 1963, com o falecimento do avô, mudou-se para São José dos Campos onde passou a maior parte de sua vida.
Morava na Rua Antônio Saes, n° 40, casa geminada que existe até hoje, na rua do cemitério quase em frente à entrada para o antigo estádio do E.C. São José, onde começou a jogar bola e ajudar o roupeiro do clube, o Canuto. Vizinho das Professoras D. Ina Noronha e Maria Aparecida Wood, vindas de Paraisópolis. Naquele tempo a rua reunia muita gente que vinha de fora para morar na cidade que crescia a cada dia.
Veio a família Leão – do médico e do jogador de futebol, que tinha um armazém de secos e molhados na esquina da Rua Dolzani Ricardo; os Friggi – também morando numa vila e proprietários de um armazém na esquina da Rua Rubião Júnior; os Guimarães Martins – o pai era administrador do Cine Palácio; o Sebbe – médico; os Rodrigues, o Newton e o Tarzan, irmãos da Aparecida e do Anchieta, que tinham a loja da Wallita e de consertos de eletrodomésticos.
Paulo de Tarso estudou na Escola Olímpio Catão e no Instituto de Educação João Cursino, exatamente no ano da mudança para o novo prédio, lá longe, na Avenida Francisco José Longo que nem calçada era. Então mudou-se para a Avenida Dr. Adhemar de Barros, 1040, em frente ao Sanatório Ezra, posteriormente Parque Santos Dumont e sede do SESC, até hoje, onde ainda mora sua mãe e irmãs.
Sua carreira teve início como presidente, depois reeleito, do Centro Cívico João Cursino, onde substituiu o jovem Robson Marinho. Começou trabalhando com o amigo Didi – Wadih Assaf Sobrinho, como balconista na lanchonete frequentada pelos empregados do Banco Econômico da Bahia, que o convidaram para ser contínuo do banco, trabalho que começou com o hoje engenheiro Luiz Duccini, que esta na General Motors.
Do banco foi para o INPE – Instituto de Pesquisas Espaciais, dando os primeiros passos na profissão de Relações Públicas, que começou a estudar em Mogi das Cruzes, enquanto trabalhava na Prefeitura de São José dos Campos, no tempo dos prefeitos Sérgio Sobral e Ednardo de Paula Santos, orientado pelo amigo Tarcísio José de Souza e Silva. Antes, estudou Direito por dois anos na Fundação Valeparaibana de Ensino.
Formado, estagiou na General Motors do Brasil com o amigo Raul Antônio Brenol Lages e com o profissional Pedro Luís Dias, junto com a estagiária Alcione G. Araújo Viana, os dois últimos ainda hoje na empresa.
Trabalhou na CESP – Cia. Energética de São Paulo como profissional de Relações Públicas e novamente na General Motors em São José dos Campos.
Em 1978 casou-se com a engenheira mecânica, filha de Jundiaí, Maria Aparecida (Koka) Leme do Prado Moreira Marques, de cujo casamento nasceram dois filhos, o João Rafael e o Paulo Guilherme.
Voltou a trabalhar na prefeitura, na administração do prefeito Hélio Augusto de Souza e, após o falecimento do prefeito, montou a consultoria Cointer – Comunicação Integrada, para prestar assessoria a empreendimentos da cidade como o CenterVale, TV Globo – posteriormente TV Vanguarda, TV Band Vale, Kodak Brasileira, Monsanto, Phillips, General Motors, e tantas outras.
Foi sócio e parceiro de grandes nomes como Bêne Vianna (Benedito Vianna dos Santos, recentemente falecido, na Arte&Ofício); Raul Antônio Brenol Lages, na Denovorumo; Tarcísio José de Souza e Silva; Soraya Hassuani, na NTO – com quem mantém laços comerciais até o presente; além de tantos outros que o auxiliaram a consolidar-se na profissão e no trabalho de assessoria em comunicação, relações publicas e empresarial.
Nesses casos presta homenagem a Valentim Lorenzetti e Vera Giangrande – profissionais maiúsculos de Relações Públicas, habitando outro astral, que se tornaram exemplos seguidos, além de Flávio Valsani e do Flávio Schmidt que o acolhe como pesquisador e consultor associado em sua empresa, ainda hoje para prestar serviços com a colega Relações Públicas Nathalia Barroso Toti e atender grandes empresas no cenário nacional.
Todos esses profissionais o acompanharam em sua formação pessoal, profissional e de caráter, auxiliando em diferentes momentos de sua vida.Como radialista, foi âncora do Jornal da Sete, da Rádio Vale e correspondente voluntário de várias emissoras, como com o apresentador Eduardo Miguel, no lançamento do Repórter das Estradas na Rádio Band Vale, onde fazia parceria com boletins de turismo regional

Durante mais de dezessete anos foi Delegado Regional de Turismo para o Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira, indicado pelo amigo e irmão Coronel José Vicente da Silva Filho, no governo de Mário Covas, mantido nos governos posteriores. Atraído pela área, foi Representante da EMBRATUR, para implantar o PNMT – Programa Nacional de Municipalização do Turismo no estado de São Paulo, no qual teve a parceria do então presidente do CONELESTE PAULISTA e do SINHORES – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e similares, Dr. Ramón Castro Tourón. Na área de turismo se dedicou a aperfeiçoamentos em vários cursos de formação, inclusive o de Gerente Cidade, na Fundação Armando Álvarez Penteado.
Como docente, atuou na FIAM – Faculdades Integradas Alcântara Machado e na UNITAU, em cursos de Comunicação, Relações Públicas e Secretariado Executivo, além de cursos de complementação em áreas de turismo e acolhimento.
Protestante, quando criança frequentava a Igreja Presbiteriana Central e a família a Igreja Metodista Central. Dois de seus irmãos são pastores em igrejas na capital paulista e docentes no Instituto Metodista de Ensino, em São Bernardo do Campo.

É filiado à Augusta Respeitável Benfeitora Loja Maçônica “Duque de Caxias” de São José dos Campos; foi a Mestre Instalado na Loja “Natureza e Fraternidade”, de Paraibuna; foi Deputado Federal na Loja “Renascer”, de Caçapava e atua na “Presidente Júlio Prestes”, em Santo Antônio do Pinhal.

Atualmente exerce funções como Mestre de Cerimônias e profissional de Relações Públicas, trabalhando diretamente na assessoria do prefeito de Campos do Jordão.

 

Comentários Facebook

comments